“Óculos Social”, uma solução para a educação?

Em 2011 entrou em vigor no Brasil a emenda constitucional 59, que trata da chamada universalização do ensino, obrigando governos de Estado e prefeituras a oferecer ensino público a todas as crianças a partir dos 4 anos. 

Leôncio Queiroz Neto

Bem que esse compromisso poderia vir acompanhado de outra garantia: boa saúde ocular aos estudantes brasileiros. Pelo menos este é o objetivo do oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier (Campinas/SP), que protocolou no Ministério da Saúde uma proposta para que o governo implante no país uma política de “óculos social” – ou seja, a distribuição gratuita de óculos de grau a estudantes da rede pública, inclusive os pré-escolares, que precisam enxergar melhor. 

“Da mesma forma que a população encontra medicamentos gratuitos nos postos de saúde, deveria haver acesso garantido aos óculos para assegurar a produtividade e a qualidade de vida”, afirma o oftalmologista, que é consultor médico da Abióptica (Associação Brasileira da Indústria Óptica) e diz que a proposta conta com o apoio da associação, para quem a iniciativa pode fortalecer a indústria nacional, que tem condições de fornecer ao Estado óculos de qualidade a preço competitivo. 

Queiroz Neto salienta que o SUS (Sistema Único de Saúde) totaliza cerca de 8 milhões de exames oftalmológicos anualmente, segundo a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar). A fila de espera por uma consulta é imensa e muitas pessoas acabam desistindo do atendimento médico. Por isso, a proposta protocolada no Ministério da Saúde prevê a padronização da triagem visual nas escolas. 

A falta de lentes corretivas representa mais de 50% da baixa visão, segundo o médico. Como o distúrbio não apresenta outros sintomas, a triagem é o caminho mais barato e seguro de garantir a boa acuidade visual, diz Queiroz Neto. 

Pesquisa diz que óculos melhoram rendimento escolar

A dificuldade de enxergar é causa de baixo rendimento em metade das crianças que apresentam problemas na escola. É o que mostra uma pesquisa com pais e professores das 950 crianças que receberam óculos do programa social “Mais visão”, dirigido recentemente por Queiroz Neto em Campinas/SP, com apoio da Transitions, Instituto Varilux e Tecnol. A pesquisa aponta que, depois dos óculos, as crianças melhoraram em vários aspectos. Veja os principais resultados: 

Na opinião dos professores:           

51,1% dos alunos que ganharam óculos agora desenvolvem atividades que antes não conseguiam; 

57% concentram-se mais; 

49% finalizam tarefas que antes não terminavam; 

36,2% estão menos agitadas. 

Na opinião dos pais: 

88% agora têm maior interesse pelos estudos e concentram-se mais nas tarefas do que antes;

100% das que sentiam dor de cabeça pararam de se queixar; 

91% realizam tarefas que antes não faziam.

Pin It
Artigos relacionados
Cuidando melhor da visão dos seus filhos
2012-10-12 14:08:40
Cuidando melhor da visão dos seus filhos
80% de tudo o que as crianças aprendem é adquirido através dos olhos. Quais são os cuidados que
4 cuidados importantes ao escolher um óculos de sol
2012-10-22 12:36:42
4 cuidados importantes ao escolher um óculos de sol
Além de ser um item indispensável no guarda-roupa de homens e mulheres, os óculos de sol são imp
Ray Ban: Nunca sai de moda
2012-10-26 18:37:58
Ray Ban: Nunca sai de moda
Os óculos Ray-Ban transformam o rosto e o estilo de uma pessoa, mas além da estética, o quê expl
CedThumbnails

Mais lidas
Steve Jobs - estilo e sofisticação que
Steve Jobs - estilo e sofisticação que
Steve Jobs, o visionário de Camisa preta que fundou a Apple em uma garagem no Vale do Silício.
Curiosidade: Problemas na retina causado
Curiosidade: Problemas na retina causado
Bungee jump é um esporte radical que foi criado nos EUA, há cerca de 10 anos atrás, e consiste em
CedThumbnails

Complete seu cadastro

E-mail*:
Nome*:
Sexo*:
Data de nascimento*:Calendário
Profissão:


  • Oculos 1
  • Oculos 2
  • Oculos 3
  • Lentes Escuras